Porque o site mais barato não é o melhor investimento


Inúmeras são as plataformas para produção digital, e como estamos no país do “jeitinho”, profissionais pouco ou nada especializados surgem aos borbotões oferecendo sites por todos os preços (alguns beirando o inacreditável).

Cuidado quando escolher o fornecedor pelo preço. Além de futuras dores de cabeça com o funcionamento ou atualizações é importante levar em conta o que você perde quando a busca mostra a empresa sem destacar seu diferencial competitivo ou apresenta sua marca de forma inadequada.

É preciso pensar que seu site será apresentado pelo Google, junto com mais de 100 bilhões de pesquisas mensais (dados da Exame). O Google funciona por linguagem algorítmica, então, antes de ser bonito ou apresentar o conteúdo que interessa para sua empresa, seu site precisa ser interessante para o Sr. Google. Isto fará com que você tenha uma boa taxa de busca orgânica ou mesmo um custo menor por clique (se sua estratégia de comunicação conter investimentos em Google ADS, o antigo Adwords). Plataformas de desenvolvimento e hospedagem, hierarquização dos elementos, qualidade de imagens e formato dos textos são alguns dos itens avaliados pelo Google para que seu site seja percebido como “adequado”.

Aí entra em campo um item fundamental: o texto. É um fato sabido que as pessoas leem menos, e o uso de celular limita muito a área de leitura, então você precisa contar logo a que veio. A pergunta “por que minha empresa é a melhor opção?” precisa estar respondida na home principal. Agora, um ponto importante: seu cliente compra o benefício antes de comprar seu produto. Lembre disso quando pensar no seu diferencial competitivo e como ele deve ser comunicado. Aspectos técnicos como quantidade e posição de palavras chaves também precisam ser levados em conta, novamente para garantir uma boa posição no motor de busca (Google).

As imagens não são apenas ilustrativas, elas ajudam a contar quem é sua marca. Atributos como modernidade ou tradicionalidade se tornam perceptíveis através de cores e tipos de imagem.

Por fim, se você vai fazer um site, pense também em fazer um blog. Além de mostrar notícias ou artigos importantes para sua marca, o blog funciona como mais uma entrada para o seu site, aproximando novos clientes ou criando relacionamento com seus clientes atuais. Além disso, é um excelente meio para ranquear palavras-chaves e vai aumentar o tempo de permanência em seu site, além de manter a página atualizada perante a classificação do Google, o que soma pontos para o seu SEO orgânico (ranqueamento não pago).

Está precisando de um novo site? Conversa com a gente!

#Site #Web #Internet #SuaEmpresa #Desenvolvimentoweb

18 visualizações